Licença jornalística

June 15, 2007

Dia desses um colega lá do curso estava para cima e para baixo em uma cadeira de rodas e as pessoas paravam e perguntavam espantadas “mas o que te passou por cima, guri?” ou simplesmente abaixavam a fronte e sussurravam “tão novo” ao que a pessoa ao lado retrucava “é a vida”. Só que ele não estava machucado nem inválido nem nada parecido; só estava fazendo uma matéria sobre os usuários de cadeira de rodas. Então ficava lá, andando pela Universidade e anotando suas experiências num caderninho, tipo “andar na estrada: bom, mas tomar cuidado com os caminhões; descer grandes escadarias: ruim”, sem nunca levantar, seguindo à risca a rotina e tal.

Achei bem interessante isso e, desde então, comecei a fumar. Mas fumo escondido nos cantinhos lá do campus, dou uma tragada e fico espiando se alguém me observa. Outro dia fumei dois cigarros de uma vez, foi bem excitante até. Comecei a fumar assim porque se alguém me descobre um dia, eu levanto gritando e apontando o dedo enquanto digo “é pra uma matéria, ouviu bem? Pra uma matéria!”, dou uma tragada e tento fazer um daqueles círculos de fumaça para mostrar que estou tranqüilo.

Ser jornalista tem lá suas vantagens. Fiquei pensando em, depois de formado, pegar de jeito a Ana Hickmann e, se ela gritar ou qualquer coisa assim, a suspendo nos braços e a levo para um beco escuro enquanto esclareço aos presentes: está tudo sob controle, estou fazendo uma matéria sobre estupro.

One Response to “Licença jornalística”


  1. tens presente e futuro, beibe (:

    fico admirada…


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: