Católicos

July 9, 2007

O mais cansativo ao se discutir com católicos são as falas prontas, decoradas, por trás das quais se esconde o pensamento de pouco alcance. Por exemplo, você, num falar articulado, dando-se a diversão em que consiste discutir-se com um católico, resolve lançar de umas questões mais capciosas, tipo “hein, se Deus é tudo-de-bom, poderoso, absoluto, por que fica sempre trocando de idéia? Antes pode matar bruxa, depois não pode mais; antes tem limbo, depois não tem mais”.¹ Como resposta, vem sempre algo como “ah, meu filho, Deus escreve certo por linhas tortas hou-hou”. Entendem? Discutir com um católico é tão aborrecedor, entendem? Você está lá conversando quando resolve fazer umas perguntas sobre Jesus, este senhor que rendeu mais pano que tem o Sudário, tipo “aham, aham, Jesus morreu por nós, né? Para lavar nossos pecados, uhum. E então, por que não foi para o inferno, meu? Por que Jesus morreu cheio de pecados sem nem ter se confessado e não foi pro inferno? Ele pode, meu? Deus é um tremendo dum vigarista. Filhinho dele pode, né?! Playboyzinho, meu, isso daí que dá”. Então o católico a sua frente coloca uma mão contra a outra, assim com a ponta dos dedos se tocando, e lhe diz como se estivesse falando algo muito sério “ah, porque ele se dignificou na glória do Deus-Pai fazendo isso, então foi perdoado”. Diz mesmo como se estivesse dizendo “ah, se dignificar na glória do Pai ganha 20 pontos, então pode pular para a casa 19”, nada a ver com nada, entendem? Mas ainda assim discuto com católicos, às vezes, com esses que se levam a sério e tal, pois há sempre a possibilidade de aparecer um assim mais burrinho, para o qual você pode perguntar aquela bem básica. Aquela que não tem resposta, sobre se Deus, que pode tudo, criasse um peso tão pesado que Deus não pudesse levantar, mas se Deus pode tudo, poderá levantar. Você fala essa para um católico mais burrinho de um jeito compenetrado, com olhos inquisidores e tudo, simplesmente porque é divertido. Em muitas das vezes, eles dão tilt e explodem.

 

______

¹ Deus muda tanto de opinião que agora já tem uma formulada sobre direção de veículos. Entendem? Não dá pra levar a sério um Deus cheio de pitacos, entendem?

7 Responses to “Católicos”

  1. Bruna Says:

    Ainda bem que não sou católica, quanto menos burrinha😛
    Mas acredito em Deus, mesmo sem provas científicas da sua existência.
    Assim como você acredita e ET’s do mesmo jeito.
    Esta é uma das grandes discussões do universo.

    Boa semana😀

  2. Fabiane Says:

    Huiaheiuahe

    ótimo pensamento numa aula do Maluco… ^^
    obrigada por hoje (:


  3. Bom, entendo que tudo o que você escreveu se encaixe com a maioria dos religiosos por aí, ok; mas vou lhe dizer: ‘tá cheio de católico aí na sua blogroll, alguns bem conservadores até, devidamente direitistas e intelectualmente bem dotados. Não vamos generalizar.

    E olá=]

  4. Gustavo Says:

    Perguntei embaixo do seu comentário lá no SM, mas acho que você não viu. O que é um “palo”?

  5. Donato Says:

    Bem, o problema não é discutir com católicos, mas fazê-lo com católicos burros. Aí, a coisa não anda.

  6. uilamez montana Says:

    Quanta ignorância. Puta que o pariu!!!

    Gringo

  7. uilamez montana Says:

    Ou, melhor: MEU DEUS, DESCOBRÍ:VOCÊ É O CLONE DO RAFAEL GALVÃO.
    SOCOOOOOOORRRROOOOO!!!!!HAHAHAHAHAhahahahahahahahahahahahaHHhahahahahahahahhHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA.

    GRRRRRINGO.


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: