Olá. Muito prazer, eu sou um about. Uma about, aliás, porque sou mulher. Uma dama, em verdade; uma dama mui ajustada aos princípios desta web 2.0. Que bom que você veio a minha procura, já começava agora a sentir-me um pouco vazia, sem ao menos uma conversa boba para distrair-me os dias. E agora que aqui está, que bom que estamos conversando, você parece ser uma pessoa decente, mas não se veste muito bem. Nada que não tenha jeito. Como disse, estava me sentindo um pouco vazia. Mas sou boa pessoa. Apesar das formas pouco atrativas que o autor deste blog me deu, garanto-lhe que tenho um potencial enorme, emanando por detrás de cada uma das minhas tags. Você poderá dizer-me isso ao final, caso sua impressão corresponda ao que lhe disse. Mas dizia-lhe que já começava a me sentir só. “Vazia”, eu havia dito; mas “só” me serve melhor, e explico-lhe por que narrando um fragmento recente de minha história. Começou há uns dias, quando, após criar esta casa, o autor começou a montar para ela um blogroll decente. Foi cá e lá atrás de seus links preferidos e os foi montando um a um, compondo um enorme rapaz blogroll, com uns traços esbeltos, cada pedacinho de si um pequeno mistério, pura tentação. Moça inocente, muito facilmente encantada por um bom rapaz, caí a seus braços, perdidamente apaixonada, e por uma ou duas semanas, fomos muito felizes, não descansávamos os códigos a nenhuma altura do dia. Mas tão logo encerrou-se seu crescimento, também o amor se foi. Amou-me enquanto lhe coube e então cerraram-se os contatos. Nada mais de email, nenhum comentário, off no msn. A última vez que nos vimos foi numa caixa de comentários bastante badalada da blogosfera, ocasião em que já o senti diferente. Depois disso, o fim. Jamais nos tornamos a encontrar. Cada um em seu canto. Ele, ao que parece, indiferente à minha tristeza. Aí foi que comecei a me sentir só. Agora, porém, aqui está você, ouvindo-me e dando-me acalento, pelo que lhe sou muito grata. Mas antes que me esqueça – que falta de decência a minha –, ainda não lhe perguntei o nome. Apresente-se, você; diga-me a que veio, quais os seus planos, se você escuta boa música, o que anda a ler. E venha cá: aceita um pouco de chá?

6 Responses to “About”

  1. renmero Says:

    Fuçando apenas.

  2. À Palo Seco Says:

    […] About […]

  3. Fabiane Says:

    cuti cuti… (:

  4. B.Cardoso Says:

    Há um potencial enorme emanando por detrás de cada uma das suas tags, srta. About.

  5. Otávio Says:

    eu vou aceitar o chá.


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: